Imunoistoquímica

Imunoistoquímica
Quando o patologista com as técnicas de biópsias convencionais não consegue chegar ao diagnóstico final, ele tem as técnicas de imunoistoquímica que detectam moléculas (antígenos) teciduais, sendo de grande valor nos diagnósticos anatomopatológicos. O mecanismo básico é o reconhecimento do antígeno por um anticorpo associado a diversos tipos de processos de visualização. Há disponibilidade de grande número de anticorpos para uso em tecidos fixados em formol e incluídos em blocos parafina. Além de ajudar na elucidação de diagnósticos não feitos pelos exames convencionais, está técnica também ajuda para detectar receptores de tumores malignos, sendo o mais utilizado os de câncer de mama, que ajuda em muito o oncologista no tratamento e prognóstico da paciente.

Unidade Centro

Segunda à Quinta-Feira de 08h às 18h
Sexta de 08h às 17h
Telefax: (31) 3273-2503.
Endereço: Rua São Paulo, 893 – Conj. 1009 – 10º andar – Centro – Belo Horizonte, Minas Gerais

Unidade Área Hospitalar

Segunda à Sexta-Feira de 07h30 às 18h30
Telefax: (31) 3241-6869
Endereço: Rua Domingos Vieira, 319 – Conj. 1007 – 10º andar – Santa Efigênia – Belo Horizonte, Minas Gerais

Unidade Sete Lagoas

Segunda à Sexta-Feira de 08h às 18h
Telefax: (31) 3775-4022.
Endereço: Rua Zoroastro Passos, 170 – Conj. 405 – 4º andar – Centro – Sete Lagoas, Minas Gerais

Curta nossa página no Facebook